quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

coisas que ficam para sempre ...

'Janas, Ranas, Catrapanas'. Ou uma manhã no Pina Manique. Os gaspachos. A mostarda a chegar ao nariz. Um Ford Taunus 17 m. Uma noite de fonte luminosa em Belém. As idas à gelataria Itália depois do jantar. O cabelo branco desde sempre. ' Alea jacta est '. As idas a Alvalade onde nasci para o encarnado. Um amor na hora certa. Um porto seguro.
Grande Necas.
A malta segue o teu caminho.

2 comentários:

alfa disse...

Memórias que se colam a nós como um filho...e, contam a nossa história...bjos

Vitor disse...

Seguimos sim,através de ti Amigo,herança deixada pelo Necas!

Grande abraço