segunda-feira, 24 de setembro de 2007

loneliness !

Chegaste cedo
Como gostavas
Olhei-te e quis-te
Tocaste-me devagar
Agarraste-me em ti
E assim respirei fundo

Como quem respira a vida
Como quem olha para dentro
E descobre o lugar
Todos os lugares
Onde te quer guardar
Como se foras um tesouro

E digo-te pois solidão
Que bela sabes ser
Quando me beijas em silêncio
Me abraças com teu sabor
E me mostras então
A cor da dor e do amor

8 comentários:

Cristina CN disse...

Obrigada :)

Pretérito Imperfeito disse...

o poema esta muito giro...
mas dor, cor e amor nao levam acento circunflexo...desculpa a desfeita... ;)

redjanpais disse...

Já emendei filho.... Agora velho tenho de reaprender a escrever !
Bjssssss e obrigado!

Te disse...

"When you are alone you are not alone, you are simply lonely - and there is a tremendous difference between loneliness and aloneness.

Loneliness is a negative state - is absence of the other.

Aloneness is the presence of oneself. Aloneness is very positive. It is a presence, overflowing presence. You are so full of presence that you can fill the whole universe with your presence and there is no need for anybody."

redjanpais disse...

te: got the message !

te disse...

era mais uma partilha motivada pelo título do teu poema. Gostei do teu poema. bjs

morgado disse...

bem já tinha saudades de ler um poema teu...está muito giro cheio de sentimento..
nao me perguntes porquê mas sentia que andavas um bocado longe....

rit disse...

gostei ....