sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Murphy falhou um penalty !!!



A história passou-se mais ou menos assim: a caminho de Lisboa e a fim de reparar um vidro na Carglass, que demorou apenas mais seis dias do que o tempo com que nos metralha nos anuncios radiofónicos, tiro a manhã também para ir à Loja do Cidadão ( argh !! ) e de uma penada mudar a morada na carta de condução e pedir o cartão de seguro europeu para o Francisco. Tiro as senhas e ... voilà. Segª Social com o nº 149 ( ia no 77 ) e DGV saco o nº 96 ( ia no 75 ). Ou seja setenta e duas pessoas à frente num lado e vinte e uma no outro. Tranquilo, salto à rua e tomo um café, fumo uns cigarros e dou cabo do que restava d'A Bola . Eis senão quando a fila da segurança social começa a galgar terreno, cruzes , parece que tinha tomado esteróides ou no minimo eritropoietina e ... e .... quando dou por mim vão lado a lado e faltam três números apenas em cada lado. Desgraçado e sem esperança, senti-lhe a presença, a tal de Murphy que garante que quando algo pode correr mal, então corre. Chamam-me da Social, pensei agora é que fui, com tanto isto e mais aquilo não tenho chance. Mas .. e há sempre um mas ... MILAGRE! O homem para além de simpático e educado era... eficiente. Resultado, saio dali e mal tendo tempo de coçar fosse o que fosse ... ouço em bom som .. 96 por favôr. E era, era mesmo da DGV. De uma assentada matei os dois coelhos e vi a Murphy falhar a grande penalidade ... tsk, tsk ! Há momentos esquisitos !

2 comentários:

Pretérito Imperfeito disse...

e que manhã foi essa, posso dizer!
não te preocupavas pai, estava lá eu contigo, para te tratar da carta, e que explicação ia dar eu...!
que manhã essa, que manhã...

redjanpais disse...

Que manhã mesmo Miguel !!