domingo, 1 de julho de 2007

palavras .....

Caído pelo dia, andava por andar, como quem respira um caminho obrigatório, como quem vive os dias que me calharam ! À volta e em volta, pessoas que correm de dentro de si, correm para onde pergunto-me, haverá uma vida escondida, uma vida secreta que a pena valha certamente, um dia ainda a descubro, essa vida com pessoas que nunca esqueceram de o ser!
Sento-me e vejo-o, pequeno e sujo papel, estranho encontro ! Apanho-o, amarroto-o e sinto o quente! O quente das tuas escondidas palavras! Tinha saudades sabias ? Abro então aquele pedaço e leio-te! Fazes-me tão bem! Porque apareces quando sabes que preciso?

3 comentários:

kitty kat disse...

Não é a vida que se esconde, somos nós que temos medo de a encontrar, de a enfrentar...

Beach Hobo disse...

Cause the one who loves you, is attentive.
Without ever saying goodbye, will always be there for you, whenever you need her :0)
G.

kitty kat disse...

Aqui vai a letra da tua música...assim já podes saber o que realmente ele está a dizer...

By the way...I,m not misterious, I,m just me...plain and simple.
BJ

"I Only Ask Of God"

I only ask of God
He won't let me be indifferent to the suffering
That the very dried up death doesn't find me
Empty and without having given my everything

I only ask of God
He won't let me be indifferent to the wars
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people

People...people, people

I only ask of God
He won't let me be indifferent to the injustice
That they do not slap my other cheek
After a claw has scratched my whole body

I only ask of God
He won't let me be indifferent to the wars
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people

People...people...people

Solo le pido a Dios
Que la guerra no me sea indiferente
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente

People...people...people