quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

voando sem fugir ...

Descanso de sol a rodos, mergulho em mornas águas, abro e fecho os olhos como quem pensa que pensa entretanto, escuto o ritmo abalançado que dança no ar, o corpo cede e pede alimento e de corrida encontro um banco corrido, sento-me e sacio-me, choco olhar com pessoa nunca vista, volta meia volta trocam-se-me as voltas e a olhar volto, não reparo bem no momento mas ainda o lembro, um pássaro pousa bruscamente no prato com polenta e voa lesto e livre num bater de asas que prende e agarra, faz tempo que não via janela assim ! Não é normal, mas saí a voar também ... Sem medos das alturas !

4 comentários:

Carlos Lopes disse...

De ti espera-se tudo, menos que tenhas medo das alturas, red ;-)
Foi bom o Natal? Abraço.

KI disse...

Isso é q tinha sido samba e calor, mergulhos e festa.

E descansaste? Gr8 ( n resito a imitar-te lol), beijos e tal...

ze disse...

Não tenhas medo das alturas ... de algumas janelas que ainda não
"abriste"...

redjan disse...

CL: E curiosamente tenho ... quanto à quadra, viveu-se como Deus quer, o de cada um bem se vê ! ;-)

ki: inicio de Natal em Natal com o Rato ... descansei qb ..

zé: não são as janelas que me assustam , abertas ou por abrir, de par em par ou par em um ,nem as alturas onde tranquilamente sou eu ...! Por isso segui o pássaro ... com o olhar e algo mais !