quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

uma gata chamada....

Pára o comboio, pára a correria e enquanto espero olho pela janela! Na luz de um escritório alguém trabalha até mais tarde, tão perto estou que parece que lhe vejo a beleza, na secretária, na moldura do costume uma fotografia, não é de rapaz ou rapariga, é apenas a fotografia de um gato, ou será gata? Passo as minhas memórias e vejo então a moldura no meu escritório, não é um gato, é um rapaz, chama-se Kuka... pergunto-me como se chamará aquela gata então... seria Kuka também? Não páro de pensar nisso, nos dias seguintes o comboio volta a passar, e a parar por acaso, no mesmo sitio consigo ver a mesma pessoa, sempre por acaso, acaso o acaso não somos nós ?
Um dia ganharei coragem e irei falar-lhe! Esse dia foi hoje, passei no mercado a comprar flores, era para o primeiro encontro disse... já não há respondeu a vendedeira... mas e nessa caixinha não tem nenhuma mesmo?... Esta caixinha é o meu jantar .... são cogumelos ! Frescos?.. pergunto desmoralizado... Não, gratinados !!! Compro-lhos e levo-os, pode ser que a pessoa goste!
Hoje o comboio não parou... uma avaria provocada por uma qualquer construção ao lado, deu cabo de tudo, foram as águas e os telefones, tudo, tudo ! Ninguém pára hoje então... e agora que faço? Saio e espero? Não.... volto amanhã... afinal esta era apenas a primeira de muitas paragens !!

Um comentário:

gata disse...

Lazy. Tens dúvidas...???