sexta-feira, 4 de maio de 2007

gotas....

como uma chuva, com tantas gotas
de suor, de sangue, de dor
de lágrimas que não chorei
como se o medo se vestisse
como amanhã não houvesse
fujo para ti, fujo de ti
agarra-me vida, mostra-me então
não imagino por onde ir
para onde fugir
posso apenas querer ficar
como se soubesse acreditar
que afinal serás minha
no universo que tenho
numa gota de gente e amor

Um comentário:

cris disse...

beautiful...