domingo, 24 de fevereiro de 2008

e porque me olhas assim ?

Olho teu olhar parado, vestido de abandono em fim de viagem sem palavras, sinto o cheiro da solidão, de perdidos momentos no tempo largados, de rei ou rainha que foste em colos de cheiro a deus na terra, pergunto-me se me desculpas a fraqueza de te deixar, procuro nos livros a ciência da minha pequenez, imagino que sonhes lugares de onde te vigiam os tesouros que um dia foram teus, foram sem ti, fujo da eternidade que não me larga, sento-me em bocados voados e levados pelos ventos frios e escuros das coisas sós, na sobrevivência dos caminhos temidos em vidas gastas, em guerras inventadas, e pergunto-me: será teu olhar parado um olhar abandonado ? E no entanto, sem cuidar de te responder, sei que nunca viverei, nunca morrerei, sem te levar guardado em mim ...

7 comentários:

Maria Manuela (M&M) disse...

que texto delicioso....

és único!!!!

beijos

Cati disse...

Só venho matar saudades... quanto ao texto... tu sabes. Don't you??

Big crazy kiss... don't u forget about me!!!

Em Bicos de Pés disse...

Pois é, dizem muito os olhos.

(o sofá passear o cão é uma boa ideia. E o que será que eles falam de mim durante o dia?) :)

Oásis disse...

E vemos partir, sem nada poder fazer, mas o mais importante fica connosco.

Abraço

monica disse...

E no entanto, sem cuidar de to dizer abertamente...
Ao nível de Fernando Pessoa...
Amazing...
Excelente!

redjan disse...

m&m: like you n yr corner ...

cati: esquecer ? there's always another side of it ...

em bicos de pés: que a dona... vale a pena ?

oásis: guess u right ...

mónica: geeeeeeee ... Fernando ... muito em fraquinho por aqui, não ?

Anônimo disse...

Fraquinho? Nã... eu vou provar-te que não... dá-me só um tempinho, please!
;)
Beijinhos

Mónica