sexta-feira, 29 de junho de 2007

segredos

Ensinem-me as pessoas então
Que a Deus não ouso chegar
Porque fogem de si
Que medo, que medos em vão
E o repetido acordar
Em fuga de ali para ali

Não chega pois tudo ter
Pouca é a recompensa
Agoniada se vê a esperança
Assusta assim não viver
Escura solidão imensa
De quem sonhou ser criança

E o fim se teme, se esconde
Em segredos de tristeza só
Em bocados de tanto nada
Ensinem-me pessoas por onde
Posso olhar e não ter dó
Dessa vida abandonada

6 comentários:

kitty kat disse...

Viver nunca foi fácil, nem nunca será...
BJ

redjanpais disse...

Guess you right misterious Kitty Kat ... !

wanda disse...

SEGREDOS....QUEM NÃO OS TEM ?

QUE BOM TER....TANTOS SEGREDO SÓ NOSSOS EM QUE SÓ OS PODEMOS PARTILHAR COM O NOSSO INTERIOR...ALGUNS CLARO

redjanpais disse...

Wanda : Não somos nós o segredo ? O segredo de ... nós mesmos ? E assim partilhar com o nosso interior ? Alguns... claro !!

A indecisa disse...

Olá

Nós não somos segredo (para mim segredo é algo que queremos manter escondido, e como manter escondido algo que desconhecemos?), nós somos mutaveis e como tal perante tanto "ar" nunca nos conseguimos conhecer, cada "folha" deixa uma marca que mesmo infima nos abana e esses abanões provocam modificações no nosso ser, daí nunca conseguirmos chegar lá.
Eu nunca vou conseguir conhecer-me... e espero continuar assim.
Mas utopicamente insisto em tentar

bjs

Beach Hobo disse...

Indecisa,
Por isso és um segredo...até para ti própria (ninguém conhece, nem tu).

G.