quinta-feira, 7 de junho de 2007

a ti vida ....

Quero-te simplesmente à bruta
Sem medos de mim
Sem medos de pensar
Quero todo o teu cheiro e caminhos
Quero-te vestida e despida
Quero-te de modos sem medos

Olha bem para dentro de ti
Desenvergonha-te
Aprende a dar-te apenas ... Vida
Há pessoas por aqui
Que de tão pequenas
Aprenderam a ousar

Deixa-te e dá-te
Sem grandezas de pequenez
Aprende por um só dia
Que tu és nós
Quando entras e ficas
E dás
Os teus segredos e sabores

2 comentários:

Dragonfly disse...

You write poems? What are they about?

redjanpais disse...

Sent you a mail Dragon ... with a very poor translation ....